domingo, 26 de fevereiro de 2017

-POEMAS ESPIRITAS. PARNASO DE ALEM TÚMULO. - LEMBRANÇAS. - CASIMIRO DE ABREU. (CHICO XAVIER.)




LEMBRANÇAS.

No sacrário das lembranças,
Revejo-te, trigueirinha,
De negras e longas tranças,
Moreninha.

Teus lindos pés descalçados,
Pisando de manhãzinha
A verde relva dos prados,
Moreninha.

Os primorosos cabelos
Enfeitados, à tardinha,
De miosótis singelos,
Moreninha.

De olhar sedutor e insonte,
Quando o teu passo ia e vinha
Em busca da água da fonte,
Moreninha.

Teu vulto de camponesa
Era o porte de rainha,
Rainha da Natureza,
Moreninha.

Inda ouço os sons primeiros
Da tua voz na modinha
Modulada nos terreiros,
Moreninha.

Lavando a roupa às braçadas,
Nos fios d’água fresquinha,
Sob as mangueiras copadas,
Moreninha.

Os teus risos adorados,
Desferidos à noitinha,
Nos bandos de namorados,
Moreninha.

A tua oração ditosa,
Nas missas da capelinha,
Tão faceira! tão formosa!
Moreninha.

A placidez do teu rosto
Com teus modos de avezinha,
Fitando a luz do sol-posto,
Moreninha.

O teu samburá de flores
Que levavas à igrejinha,
Enchendo a nave de odores,
Moreninha.

O vestidinho de chita,
De rosas estampadinha,
Fazendo-te mais bonita,
Moreninha.

O nosso idílio encantado,
Quando te achavas sozinha,
Sob o luar prateado,
Moreninha.

Que terna recordação
De minhalma se avizinha!
De saudade, de paixão,
Moreninha.

Ai! Ai! meu Deus, quem me dera
Rever-te, doce rainha,
Rainha da Primavera,
Moreninha.

Casimiro de Abreu

POETA fluminense, desencarnou aos 18 de outubro de 1860, na Fazenda de Indaiaçu, no então município de Barra de São João, hoje denominado Casimiro de Abreu, com 21 anos de idade, acometido de tuberculose pulmonar. Figura literária das mais típicas do seu tempo, o autor malogrado de Primaveras ainda aqui se afirma no seu profundo quão suave nativismo lírico. Suas composições possuem “um saboroso estilo colorido, sensível e personalíssimo” – disse Ronald de Carvalho.

            Fonte: PARNASO DE ALÉM - TÚMULO - AUTORES DIVERSOS. - Chico Xavier- Editora FEB. Rio de Janeiro RJ - 1935.

                                   RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário