sábado, 19 de maio de 2018

- MENSAGEM ESPECIAL. - DEUS É AMOR III. - BATUÍRA. (CHICO XAVIER.)

                     DEUS É AMOR III.

Efetivamente, podes mobilizar as palavras que desejes, sacando-as, indiscriminadamente, da terminologia criada pelos homens, entretanto, em favor da própria felicidade, escolhe para teu uso pessoal, no cotidiano aquelas que se fazem aceitáveis perante Deus.
Fácil a seleção.

            Deus é Bondade.
            Compreenderemos que a justiça é benemerência da vida, no entanto, reconheceremos que a justiça não atua sem misericórdia em nome da Providência Divina, e, por isso mesmo, faremos do entendimento e da compaixão nosso ambiente de cada dia.

Seja qual seja a forma pela qual te apresentem as dificuldades do cotidiano, pensa no bem e faze o bem, esquecendo o mal, por que Deus é amor e em tudo quanto dissermos ou fizermos contra o amor, tentando subverter as leis do Universo e da Vida, Deus, através do tempo, dar-nos-á formal desmentido.

                        Fonte: Livro “MAIS LUZ” - ANTONIO GONÇALVES DA SILVA - BATUÍRA, psicografado por Francisco Cândido Xavier - 4a. Edição - Editora GEEM - São Bernardo do Campo, SP - 1976.


                       RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)

- MENSAGEM E PENSAMENTOS PARA A MULHER. - N º. 245. SEXO E MATERNIDADE. – EXPERIÊNCIA DO ESPÍRITO REENCARNANTE JÚLIO, EX-SUICIDA - WALTER BARCELOS.


                - SEXO E EDUCAÇÃO

             SEXO E MATERNIDADE.

EXPERIÊNCIA DO ESPÍRITO REENCARNANTE JÚLIO, EX-SUICIDA

O processo de comunhão mental entre o Espírito reencarnante Júlio e a gestante
Zulmira. A fim de avaliarmos as conseqüências da enxertia mental entre a mente materna e a do Espírito reencarnante, no período da gravidez, vejamos os acontecimentos com a reencarnação de Júlio, que éum ex-suicida com dupla tentativa: envenenamento e afogamento, por causa do abandono afetivo da mulher amada, a qual hoje é Zulmira, que o acolhe no útero materno para uma nova encarnação. Acompanhemos a narrativa de André Luiz:

“- Se Zulmira atua, de maneira decisiva, na formação do novo veículo do menino, o menino atua vigorosamente nela, estabelecendo fenômenos perturbadores em sua constituição de mulher. A permuta de impressões entre ambos é inevitável e os padecimentos que Júlio trazia na garganta foram impressos na mente maternal, que os reproduz no corpo em que se manifesta. A corrente de troca entre mãe e filho não se circunscreve à alimentação de natureza material; estende-se ao intercâmbio constante das sensações diversas. Os pensamentos de Zuimira guardam imensa força sobre Júlio, tanto quanto os de Júlio revelam expressivo poder sobre a nova mãezinha. As mentes de um e de outro como que se justapõem, mantendo-se em permanente comunhão até que a natureza complete o serviço que lhe cabe no tempo.” 

Que as mulheres vejam e compreendam nos acontecimentos e sintomas da gravidez não somente os fenômenos biofisiológicos, mas principalmente, os ascendentes espirituais. A Lei de Causa e Efeito reflete-se no corpo de Zulmira, através da amidalite.
As influências psíquicas do futuro filho, Júlio, não ficaram somente nas impressões psicológicas, pois as disfunções de sua garganta do corpo espiritual, em virtude da tentativa de suicídio por envenenamento, reproduziram-se fielmente na garganta da gestante, provocando perigosa amidalite. Zulmira estava recebendo em seu próprio cosmo mental e biofisiológico os resultados iniciais de seu desatino afetivo do passado, que estimulou Júlio ao suicídio. Sempre nos encontramos com nossas próprias obras.
A mulher espírita, especialmente, deverá fazer sempre o possível para não se deixar contrariar ou desequilibrar, quando o período de gravidez é difícil e doloroso, a fim de dar assistência ao Espírito reencarnante, oferecendo o melhor de si mesma, não somente quanto aos recursos protéicos para a organização fetal, mas principalmente, quanto aos valores espirituais.
Nossos filhos são companheiros de vidas passadas que retornam ao nosso convívio, necessitando, em sua grande maioria, de reajuste e resgate, reconciliação e reeducação. Observemos a narrativa de André Luiz:

“Zulmira, incompreensivelmente para ela, havia contraído perigosa amidalite. Sofria muito. Por seis dias consecutivos, informou nossa amiga inquieta, achava-se no trabalho de vigilância. Esforçara-se, quanto lhe era possível, por liberá-la de semelhante aborrecimento físico, entretanto, via baldadas todas as providências. (...) Zulmira, no leito, demorava-se em aflitiva prostração. Cabelos em desalinho, olheiras arroxeadas e faces rubras de febre, parecia aguardar a chegada de alguém que a auxiliasse na debelação da crise. A supuração das amídalas poluira-lhe o hálito e lhe impunha dores lancinantes.” 

                                                                                  WALTER BARCELOS.

Fonte: Livro “SEXO E EVOLUÇÃO”- Walter Barcelos - 4a. Edição - Editora FEB. - Rio de Janeiro, RJ. Setembro/1995.

                                   RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)

- NOTAS ESPIRITUAIS. - MENSAGEM DE JOANNA DE ÂNGELIS. - ESTÍMULO XIV. - JOANNA DE ÂNGELIS. (DIVALDO P. FRANCO.)


MENSAGEM DE JOANNA DE ÂNGELIS. (DIVALDO P. FRANCO.)

                         ESTÍMULO XIV.

         Aguça a percepção para estimular e encontrarás ensanchas de servir

Fonte: Dimensões da Verdade - Joanna de Ângelis - D. P. Franco, - 2º. Edição - Livraria Espírita Alvorada Editora - Salvador BA - 1977.

                                   RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)

- PRECES ESPÍRITAS. - ORAÇÃO EM SERVIÇO. - EMMANUEL. (CHICO XAVIER.)

            ORAÇÃO EM SERVIÇO.

            Deus da Eterna bondade,
            Ensina-me a viver;

            A doar do que eu tenha,
            Sem contar o que faça;

            A trabalhar servindo,
            Sem exigir repouso;

            A compreender os outros
            Sem ferir a ninguém;

            A nunca desertar
            Dos deveres que assumo;

            E a entender que nos dás
            O que julgas melhor.

                                               EMMANUEL.

            Fonte: Livro “TEMPOS DE LUZ”, autores Espíritos Diversos, psicografado por Francisco Cândido Xavier, 1 º. edição,  Editora Fundação Marieta Gaio, - Rio de Janeiro, RJ.

                        RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)

- ESQUEMA DE DIVULGAÇÃO DO BLOG: - A ARTE DE VIVER COM... - DOMINGO.


                A ARTE DE VIVER COM...

            TODOS OS DIAS UMA NOVA MENSAGEM.

               ESQUEMA DE DIVULGAÇÃO DO BLOG.

                            DOMINGO.

            1o. - MENSAGEM PARA O DIA.

            2o. - PRECES ESPÍRITAS.

            3o. - NOTAS ESPIRITUAIS - AUTORES DIVERSOS.

            4o. - MENSAGENS E PENSAMENTOS PARA A MULHER.

            5o. - MENSAGEM ESPECIAL..

                                                                                  RHEDAM.

                                   RHEDAM..(mzgcar@gmail.com)

- MENSAGEM PARA O DIA 27 DE MAIO.


Mensagens do Mês de Maio Dia: 27

“Se o dia resplende a céu azul, tenhamos a coragem de romper com todas as sugestões de conforto próprio, avançando à frente...”

BATUÍRA.

                   CURA E CARIDADE.

            Cada vez que nos reportamos aos serviços da cura, é justo pensar nos enfermos, que transcendem o quadro da diagnose comum.

            Enxameiam, aflitos, por toda a parte, aguardando medicação.
            Há os que cambaleiam de fome, a esmolarem doses de alimentação adequada.

            Há os que tremem desnudos, requisitando a internação em roupa conveniente.

            Há os que caem desalentados, a esperarem pela injeção de bom ânimo.

            Há os que se arrojam nos tormentos da culpa, rogando tranqüilizantes do esquecimento.

            Há os que se conturbam nas trevas da obsessão a pedirem palavras de luz por drágeas de amor.

            Há os que choram de saudade nos aposentos do coração, suplicando a bênção do reconforto.

            Há os que foram mentalmente mutilados por desenganos terríveis, a suspirarem por recursos de apoio.

            E há, ainda, aqueles outros que se envenenaram de egoísmo e frieza, desespero e ignorância, exigindo a terapêutica incessante da desculpa incondicional.

            Ajuda, sim, aos doentes do corpo, mas não desprezes os doentes da alma, que caminham na Terra aparentemente robustos, carregando enfermidades imanifestas que lhes consomem o pensamento e desfiguram a vida. 
           
            Todos podemos ser instrumentos do bem, uns para com os outros.

            Não esperes que o companheiro se acame prostrado ou febril para estender-lhe esperança e remédio.

            Auxilia-o, hoje mesmo, sem humilhar ou ferir, de vez que a verdadeira caridade, tanto quanto    possível é tratamento indolor da necessidade humana.

            Os emissários do Cristo curam os nossos males em divino silêncio.

            Diante dos outros, procedamos nós igualmente assim.

                                                           EMMANUEL. (Chico Xavier)

Fonte: IDEAL ESPÍRITA - Autores Diversos - F, C, Xavier - 8. Edição - Editora CEC - Uberaba.  MG. 1982.

                                   RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)

- MENSAGEM ESPECIAL. - DEUS É AMOR II. - BATUÍRA. (CHICO XAVIER.)


                       DEUS É AMOR II.

Efetivamente, podes mobilizar as palavras que desejes, sacando-as, indiscriminadamente, da terminologia criada pelos homens, entretanto, em favor da própria felicidade, escolhe para teu uso pessoal, no cotidiano aquelas que se fazem aceitáveis perante Deus.
Fácil a seleção.

Deus é Harmonia.
            Abster-nos-emos de exaltar a discórdia, fugindo de exteriorizar recursos verbais que operam desequilíbrio e separação entre os companheiros da Humanidade, e, sem deixarmos de ser cultivadores da verdade, trabalharemos, quanto nos seja possível na preservação da própria paz, no campo de relações uns com os outros.

Seja qual seja a forma pela qual te apresentem as dificuldades do cotidiano, pensa no bem e faze o bem, esquecendo o mal, por que Deus é amor e em tudo quanto dissermos ou fizermos contra o amor, tentando subverter as leis do Universo e da Vida, Deus, através do tempo, dar-nos-á formal desmentido.

                        Fonte: Livro “MAIS LUZ” - ANTONIO GONÇALVES DA SILVA - BATUÍRA, psicografado por Francisco Cândido Xavier - 4a. Edição - Editora GEEM - São Bernardo do Campo, SP - 1976.

                       RHEDAM. (mzgcar@gmail.com)